Evento Meio e Mensagem

Wave Festival: a vez dos Estados Unidos

Evento abre espaço para trabalhos do mercado hispânico, a 'nona economia mundial'

 Como nos anos anteriores, o Wave leva seminários e premiações para o Copacabana Palace. Edição 2013 será entre 15 e 17 de abril
+

Como nos anos anteriores, o Wave leva seminários e premiações para o Copacabana Palace. Edição 2013 será entre 15 e 17 de abril Crédito: Rodrigo Castro

O Wave Festival é ampliado e passa a abranger trabalhos do mercado hispânico dos Estados Unidos. A sexta edição do evento, que ocorre entre 15 e 17 de abril de 2013, no Copacabana Palace, pretende estreitar os laços entre as agências da América Latina com as empresas que atuam em um nicho que já representa 16,3% da população daquele país, segundo o último censo, de 2010. “As agências do mercado hispânico têm pouco conhecimento do que acontece na nossa região e a intenção é trazê-las para perto”, explica José Carlos Gomes Salles Neto, presidente do Grupo Meio & Mensagem.

A inclusão do mercado norte-americano resulta de uma aproximação entre o grupo e a Association of Hispanic Advertising Agencies (AHAA), que procurou os organizadores brasileiros após a repercussão do Wave Festival de 2012 no Advertising Age. Uma reunião durante o Festival de Cannes, em junho, selou o acordo para a expansão.

Desta forma, o Ad Age, parceiro editorial de Meio & Mensagem e responsável por intermediar o contato entre as partes, passa a ser o representante oficial do festival nos Estados Unidos. Dentre suas atribuições estão a divulgação do evento e o relacionamento com as agências hispânicas.

Por conta de seu potencial, o mercado hispânico é olhado com bastante atenção pela indústria da comunicação nos Estados Unidos. Segundo dados da Kantar Media, os investimentos em compra de mídia nos veículos focados neste público cresceram 8,4%, para US$ 6,8 bilhões em 2010, contra 6,5% da média de todas as mídias somadas.

A principal agência é a Dieste, ligada ao grupo Omnicom, que teve receita de US$ 37 milhões em 2010, de acordo com o data center do Advertising Age. Em seguida, estão a independente Global Hue, com US$ 34 milhões, e a Bravo Group, pertencente ao WPP, que faturou US$ 30 milhões em 2010. Outras players são Lopez Negrete, Vidal Partnership, Latin Works e AlmaDDB (ambas do Omnicom), Conill (Publicis), Zubi e De la Cruz Group.

Os grandes grupos da publicidade e as agências independentes disputam a atenção de um mercado consumidor composto por 52 milhões de pessoas — número que, em 2050, deve chegar a 133 milhões, segundo projeção do último censo.

O poder de compra dos hispano-americanos, de acordo com pesquisa da Nielsen Media Research, é de US$ 1 trilhão, valor que deve crescer 50% nos próximos três anos. Como afirmou a Forbes norte-americana em recente reportagem, “se fossem uma nação, os hispano-americanos seriam a nona economia mundial”.

A inclusão dessa indústria especializada no escopo do Wave Festival firma o evento como principal festival de criatividade da América Latina. “Teremos um acréscimo de inscrições significativo ao trazer material voltado ao público hispânico. E, por sua importância dentro do mercado norte-americano, aumenta também a relevância do Wave”, avalia Salles Neto.



Read more: http://www.meioemensagem.com.br/home/comunicacao/noticias/2012/10/09/Wave-Festival-a-vez-dos-Estados-Unidos.html#ixzz2IL2pi3G5